sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Boas Festas!

A AEIGL deseja a todos um um Feliz Natal e umas Boas Entradas sempre na presença das vossas famílias e amigos, e claro, com muita música à mistura.













Música de Câmara na Biblioteca do ISCTE

Este concerto realizou-se no dia 27 de Maio de 2010, contando com vários alunos do Secundário, alguns dos quais são agora antigos alunos. Esperamos que iniciativas como estas se repitam, de preferência já este ano!



quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Missa Nelson, Basílica da Estrela

Amanhã, 17 de Dezembro, no último concerto do ano, o Coro de Câmara retoma a Missa Nelson já apresentada na temporada "Música em S. Roque 2010", novamente acompanhado pela Orquestra Sinfónica Juvenil e onde participam os solistas Elsa Cortez, Laryssa Savchenko, João Queirós e Armando Possante, sob a direcção do Prof. Christopher Bochmann.
Apesar do frio, a noite promete ser agradável na Basílica. A entrada é livre. Uma iniciativa da EGEAC.

às 21h30.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Coro de Câmara + OSJ em 2008 - Requiem de Mozart

Pum! Recordare como era há uns anos tem sempre a sua piada.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

10ª Gala de Ópera



Já este Sábado, 21h30, na Aula Magna

Programa

sábado, 27 de novembro de 2010

Postal

Afasto a cortina do mesmo modo que o Prof EVP afasta as cortinas nas aulas de ATC para mirar rapidamente infernal transito das tardes do final da 5 de Outubro.

Por aqui nao há estrada, apenas relva, um ribeiro, e prédios.

Nao há Dona Almerinda, nem Dona Lina nem Dona Dina. Nao há a melhor Secretaria do Mundo, nem o Senhor Viana.

Haia fica longe, mas sinceramente nao sei quanto. Tambem nao quero saber. Agora estou aqui, e sem duvida esta tambem é uma casa Gregoriana, com certeza.

Aos que ficaram, a mensagem é a mesma: Dedicação. Trabalho. Perserverança. Destas 3 palavras, sei citar sempre episódios da "Velha Guarda" onde tenham estado presentes.

As viagens (Escócia '09, Holanda '10 e as que virao) nao foram só fruto de imaginação e desejo de férias. Lembro-me das manhas em que, nos intervalos de estudo que faziamos, partilhavamos a emoçao de preparar a viagem. Foram tardes em conjunto, pesquisa. E a sensação de viver a viagem... Única! Dedicação

Cada vez mais acredito que as 3 palavras acima chegam para se chegar longe. 3 palavras em doses industriais. 

Nao duvidem: todos tivemos maus momentos. Más audiçoes. Más aulas. Peças mal tocadas. Todos nós. Ha diferença está em saber que, caindo ao tapete, há duas opçoes: levantar e nao levantar. E muitas vezes custou, mas levantar sempre foi a opçao mais acertada. Perserverança

Tempo a estudar? Imenso, claro. E tambem muitas vezes nao chegou. Porque sem perserverança nem dedicaçao, o Trabalho nao chegava para "as encomendas". Muitas vezes nao apeteceu trabalhar. Muitas vezes achava-se que o "Suficiente" da peça era... suficiente. Mas nessas alturas, é a quantidade de trabalho (aliada às outras 2 palavras) que faz a diferença. 

Por aqui nao há sala de alunos, nem o sotão.

Nao há as aulas de Coro Gregoriano nem Coro de Camara.

A saudade existe, mas serve de injecção moral para todos aqueles momentos em que "levantar" nao parece assim tao facil.

Acredito que na nossa Casa, haverá sempre lugar para nós!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Missa em Canto Gregoriano

Terá lugar na Igreja do Mosteiro dos Jerónimos, às 12h00, uma missa com repertório em canto gregoriano. Será apresentado, de acordo com a liturgia, o Próprio do I Domingo do Advento, interpretado pelo Coro Gregoriano e por algumas classes de canto gregoriano do IGL e da ESML.
A direcção musical estará a cargo do Prof. Armando Possante e da Prof. Filipa Palhares.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O Silêncio

Fim de jantar. Hoje cabe-me a mim a tarefa da loiça enquanto o Jorge e a Filipa recolhem todo o pessoal mais novo para os quartos.
“Gastão sai debaixo da mesa, já devias estar com o pijama vestido!”, “Emília, por favor deixa o TPC em paz e vai com a Filipa para o quarto. Aproveita e conta-lhe quão bem o teu professor toca”. Ainda me é tão estranho dizer este tipo de coisas, mas julgo que, com o tempo, haverei de me habituar.
Hoje, apesar do cada vez mais habitual barulho das criancinhas, noto um silêncio. Este começa a tornar-se demasiado frequente, no entanto eu continuo a insistir que “NÃO, este silêncio constrangedor vai desaparecer, TEM de desaparecer!”

Quando crianças e loiças já estavam nos devidos lugares, começo a ver o pessoal da nova AE a dirigir-se para a sala de alunos. Decido acompanhá-los e esperar a hora do recolher dos alunos mais velhos. Mal nos sentámos, começamos a ouvi-los chegar. Tentei distinguir pelas vozes quem vinha aí, até que fiquei à escuta de umas que estavam a fazer beatbox seguidas de uma gargalhada com uns agudos tão característicos da L…
Por milésimos de segundo, mesmo percebendo que algo de muito estranho se passava no timbre daquelas vozes tão familiares, os meus olhos brilharam (e acreditem, os meus não foram os únicos). Mas, de seguida, o Jorge diz “Bom, são os últimos, o Guilherme, o Vasco e provavelmente a Maria da Paz”. E lá estavam eles, “Até amanhã” disseram.

Ouviu-se ao longe o som de um violoncelo. O Francisco não estava na sala.
Todos nos olhámos, e O Silêncio voltou. Entre conversas sobre audições de alunos, possíveis actividades da AE para este ano, as muitas histórias semanais dos nossos professores e funcionários e etc.’s, todos estávamos a tentar ignorá-“Lo”, até que apareceu o Pedro de violino, com o maior ar de sono possível de imaginar, a esfregar os seus olhitos (que teimavam a fechar) por detrás dos seus óculos.
“Tiago, onde está o André?”, perguntou. “Então puto Pedro, o André este ano não está cá, está na Holanda…” respondeu o Tiago. Os olhos do Pedro finalmente abriram e, em poucos segundos, a sua expressão de confusão passou a uma de constatação “Aah, pois é.. Amm, será que algum de vocês me podia preparar um copo de leite? Costumava ser ele a preparar…”. Levantei-me, “Eu vou. Também já estou a ficar cansada, aproveito e vou já para o quarto. Beijinho”.
Enquanto caminhava com o Pedro, ouvi ao longe o Tiago dizer “Fogo, até os miúdos…”

Servi-lhe o copo e esperei que o Pedro bebesse para lhe desejar boas noites e vê-lo ir rapidamente para o seu quarto.
Entretanto, vejo o Francisco passar com o violoncelo também em direcção aos quartos. “Já te vais deitar?”, perguntei. “Sim, a Magui vai ter uma apresentação amanhã, é capaz de ficar a estudar toda a noite…” e diz entre dentes “e ao que parece a Ana continua em Turim… Portanto sim, vou já dormir” e sorriu. Eu tentei sorrir, mesmo sabendo que a minha tentativa de compreensão não serviria de muito.

Segui para o meu quarto. O Silêncio voltou.
Já deitada e um pouco cansada de “O” ouvir, disse para mim própria “Margarida, tu estás a perceber que estás a ser um piriri egoísta não estás? Querias que eles ainda aqui estivessem? Não achas que chegou a altura de eles «levantarem voo»?” não houve resposta. “O IGL foi a «melhor mãe do mundo» para eles. Alimentou-os com a melhor música, educou-os com os melhores professores e fê-los crescer até conseguirem sobreviver por eles próprios. Melhor que isso! Eles não só cresceram como também fizeram com que os outros quisessem crescer cá dentro, criaram a AE e conseguiram envolver-nos a todos nesta casa. Que querias mais?! Agora cabe-te a ti e a todos os elementos da nova AE a difícil tarefa – e tu sabes que tanto tu como todos os outros membros estão mais que gratos e orgulhosos pela Ana, a Laura, o AndréF e também a Bayley (que apesar de não a ter conhecido, sei que ela deu uma grande contribuição para a nossa AE) terem posto a fasquia tão alta – de manter e continuar a fazer crescer o que eles fizeram nascer! Quanto a eles, tu tens mais que certezas absolutas que, apesar de eles cá fazerem falta, eles estão a tornar-se cada vez melhores e que nos próximos anos continuarás a ouvir falar sobre eles e sobre o quão excelentes eles são naquilo que fazem.”

O Silêncio parou. Agora ouvia risinhos abafados e alguém no fundo do quarto a falar enquanto dormia. “Meninas, já é muito tarde, não façam barulho e durmam… Até amanhã!”, disse. E em coro responderam baixinho “Até amanhã”.
Suspirei e sorri.
Sabia que O Silêncio voltaria e que esta não foi a primeira nem será a última conversa que terei comigo própria sobre isto. Mas também sei que “that’s how it’s suppose to be” e estou muito feliz por isso. E agradeço-vos, Ana, Laura, AndréF e Bayley, em nome da AE, por terem-no feito :)

Sábados-no-IGL

No próximo Sábado, dia 27 de Novembro, decorre mais um Sábados-no-IGL
O Programa é o seguinte:

13h - Classe de Educação Vocal do Prof. Manuel Brás da Costa (sala 6)
Classe de Educação Vocal da Prof. Elsa Cortez (sala 28)
14h - Classe de Flauta de Bisel do Prof. António Carrilho (sala 6)
Classe de Cravo da Prof. Flávia Castro (sala 28)
15h - Classe de Piano da Prof. Karina Axenova (sala 6)
16h - Classe de Piano do Prof. Eurico Rosado (sala 6)
Classe de Violoncelo do Prof. Edoardo Sbaffi (sala 28)
17h - Classe de Violino da Prof. Inês Barata (sala 6)
19h - Classe de Piano do Prof. Pedro Ferro (sala 6)
Classe de Cravo do Prof. Cristiano Holtz (sala 28)

Última-hora: a audição da classe de Ed. Vocal do Prof. Armando Possante passou para dia 4 de Dezembro

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Missa Nelson no Youtube



Festival "Música em S. Roque 2010" - 6 de Novembro
Igreja de S. Roque
"Missa in Angustiis" de F.J. Haydn, (Missa Nelson)
Orquestra Sinfónica Juvenil
Coro de Câmara do Instituto Gregoriano de Lisboa

Elsa Cortez, soprano
Laryssa Savchenko, meio-soprano
João Queirós, tenor
Armando Possante, barítono

Christopher Bochmann, direcção

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Parabéns Prof. Bochmann!

Pois é, o Prof. Christopher Bochmann celebra hoje o seu 60º aniversário... e amanhã assinala 30 anos desde que chegou a Portugal, altura em que começou a dar aulas no Instituto Gregoriano e onde permaneceu até 1995.

Programa de festas:

- 8 de Novembro - O prof. Bochmann dirige um concerto monográfico das suas próprias obras com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa no Palácio da Ajuda, pelas 19h00.

- 9 de Novembro - Concerto de homenagem pelo Quarteto de Matosinhos no TNSC, pelas 21h00, seguido de uma mesa redonda onde participará o prof. Bochmann. Este evento conta com a transmissão em directo pela Antena 2.



sábado, 6 de novembro de 2010

O IGL na TVI

Estejam descansados que não foi nem no programa da manhã, nem no programa da tarde. Foi mesmo no Jornal Nacional.

[Vídeo] Uma reportagem com o título: "Escolas de Música a cair"

[Texto] Notícia "Escolas públicas de música sem condições" em:

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Missa in Angustiis de Haydn

Integrado na temporada "Música em S. Roque 2010", o Coro de Câmara do IGL juntamente com a Orquestra Sinfónica Juvenil irá apresentar a Missa in Angustiis de Haydn (Missa Nelson). Como solistas estarão Elsa Cortez (soprano), Laryssa Savchenko (meio-soprano), João Queirós (tenor) e Armando Possante (barítono), sob a direcção de Christopher Bochmann. O concerto realiza-se na Igreja de S. Roque, pelas 21h30.

Os bilhetes estão à venda na Unidade de Comunicação e Imagem na Sede da Misericórdia de Lisboa.

para mais informações visite: http://musicaemsroque.scml.pt/

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Porque ele te quer

... e porque não lhe vais resistir! O Coro Gregoriano está de volta para pores em prática tudo o que sabes e o que não sabes de Canto Gregoriano. Atreve-te a cantar música aos quadradinhos e descobre o que eles te escondem.

Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa
Ensaios à 4ªfeira das 18h30 às 19h30, na sala 18
Prof. Responsável: Armando Possante

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Próximos Concertos

8 de Outubro, 21h00, Igreja de S. Roque

Coro Gregoriano do IGL interpreta algumas peças do próprio da liturgia do Domingo de Pentecostes (Missa do Dia)

Concerto Solidário, €10 de entrada

---------------------------------------

10 de Outubro, 12h15, CCB, Grande Auditório (Concerto 2)

Cantata "A Paz da Europa", de João Domingos Bomtempo
Coro de Câmara do Instituto Gregoriano de Lisboa e Solistas do CC
Eurico Rosado, piano
Armando Possante, direcção

Entrada livre (necessário levantar bilhete na bilheteira do CCB, apenas para entrar na Sala)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

E as aulas começam...

... dia 20 de Setembro para os cursos básicos e secundários.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Horários e informações sobre as inscrições

Visita página do Instituto Gregoriano de Lisboa para teres toda a informação!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Inscrições 2010/2011

As inscrições são já NESTA SEMANA e os prazos irão estar disponíveis brevemente no site do Instituto Gregoriano de Lisboa. No entanto já estão afixados junto à Secretaria e pode confirmar tudo isto por telefone, através do contacto geral da escola. Também os horários serão publicados brevemente.
De modo geral, será dada prioridade aos alunos em regime articulado, que serão os primeiros a poder escolher as turmas e horários individuais, seguem-se os alunos em regime supletivo e finalmente os novos alunos do Instituto Gregoriano em Regime Supletivo.
As informações que se seguem não dispensam a confirmação junto dos meios de comunicação oficiais do IGL. (página oficial, contacto telefónico ou presencialmente)

Regime Articulado a frequentar a E.B. 2/3 Eugénio dos Santos e E.B. 2/3 de Telheiras a frequentar o 5º, 6º, 7º e 8ºano de escolaridade e 1º, 2º, 3º e 4ºgraus de Formação Musical respectivamente:

14 de Setembro, horários disponíveis a partir das 8h30

------------------------------------------------------------
Restantes alunos do Regime Articulado (*com o devido comprovativo):

15 de Setembro, das 8h30 às 19h00 sem interrupção

------------------------------------------------------------
Regime Supletivo - F.M. 6º, 7º e 8º graus:

16 de Setembro das 8h30 às 13h00

------------------------------------------------------------
Regime Supletivo - F.M. 1º, 2º, 3º, 4º e 5º graus:
16 de Setembro, das 13h00 às 19h00

------------------------------------------------------------
Novos alunos em Regime Supletivo:
17 de Setembro, das 8h30 às 19h00 sem interrupção

------------------------------------------------------------

A data do ÍNICIO DAS AULAS não foi ainda divulgada.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Ano Novo, Vida Nova

Bem, com as aulas para começar e por sugestão de um leitor assíduo do blogue (e um grande Sportinguista :) ), decidi escrever um texto motivador para um ano que se adivinha cheio de novidades. O tempo das despedidas está a acabar e agora é altura de um novo ciclo na história deste blogue e da Associação.

O Instituto foi, para mim, uma escola na qual eu conheci pessoas e vivi experiências que eu nunca vou esquecer e que mudaram por completo a minha ainda curta existência. No entanto, agora não é tempo para nostalgias! É antes tempo para tentarmos todos fazer com que outros usufruam do que nos usufruímos e construímos naquela escola.
Todo o espírito e amizade que se criou no Instituto e em torno desta Associação vai ser mantido, independentemente das distâncias e dos lugares, porque manter a chama viva só depende de nós e eu acredito em nós. Por isso, vamos deixar aos poucos o Instituto mas sem pena, apenas com uma sensação de alegria por lá ter estado.
Agora que o Instituto Gregoriano de Lisboa já nos deu tudo o que tinha a dar, vamos ter de passar para outros a sua “tutela” e essa é a ultima, e uma das mais importantes, tarefas que temos de fazer.

Por isso deixo aqui um apelo a todos os alunos do Instituto que queiram continuar o nosso projecto e que o queiram tornar ainda melhor: Cheguem-se à frente e continuem com isto! Garanto-lhes que não se vão arrepender! :P

Este inicio de ano é crucial para a sobrevivência da AEIGL; por isso, se gostam de estudar numa escola e de ter uma Associação, lutem por isso, como eu também vou lutar!

Tiago Amaro

domingo, 25 de julho de 2010

Missa em Dó menor, Mozart

É hoje o último concerto da temporada do Instituto Gregoriano de Lisboa: a Missa em dó menor de Mozart, uma obra para orquestra, coro duplo e 4 solistas.
O Concerto tem lugar na Basílica do Convento de Mafra, pelas 22h00 e é de entrada livre. Participam a Orquestra Sinfónica Juvenil e o Coro de Câmara do Instituto Gregoriano de Lisboa. Os solos são interpretados por Sandra Medeiros (soprano I), Elsa Cortez (soprano II), Fernando Guimarães (tenor) e Armando Possante (barítono) e dirige este concerto o maestro titular da OSJ, o Prof. Christopher Bochmann.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Parabéns ao IGL!

Pois é, o nosso Instituto Gregoriano de Lisboa faz hoje, dia 19 de Julho, 34 anos!


Apesar da História ser bastante mais antiga (um trabalho iniciado em 1953 por Júlia D'Almendra), é esta a data em que se dá a conversão do Centro de Estudos Gregorianos no Instituto Gregoriano de Lisboa, uma escola de música de ensino oficial público empenhada na divulgação do Canto Gregoriano, incluído no currículo escolar. É também por esta altura que se procede à transferência do Campo dos Mártires da Pátria para a última vivenda da 5 de Outubro. Segue em baixo a transcrição do Decreto-Lei que oficializa o início da nova etapa.

-----------------------------------------------------------------

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA
SECRETARIA DE ESTADO DO ENSINO SUPERIOR E INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA


-

Decreto-Lei n.º 568/76
de 19 de Julho

O estabelecimento cuja oficialização se determina através do presente diploma conta já no seu activo com mais de vinte anos de difícil, mas valioso labor no domínio da música litúrgica.
Com efeito, é criado em 2 de Março de 1953, sob o patrocínio do Instituto de Alta Cultura, o Centro de Estudos Gregorianos, que, a exemplo de instituições congéneres de Paris e de outros grandes centros internacionais, visa a formação de professores, executantes e investigadores num campo onde, então, tudo ou quase tudo estava por fazer em Portugal - o da música gregoriana, tomada como base essencial de toda a cultura musical do Ocidente.
Arrostando, muitas vezes, contra a falta de apoios e contra carências materiais de toda a ordem, tem conseguido o Centro de Estudos Gregorianos realizar para além das suas classes regulares, diversos cursos intensivos de musicologia e paleografia musical, a cargo de especialistas estrangeiros, visando, essencialmente, a investigação nos campos da música medieval e da Renascença e a formação de paleógrafos, cuja falta tanto se faz sentir no nosso país.
Foi ainda o Centro o introdutor em Portugal do método Ward, sistema pedagógico baseado nas descobertas da psicologia moderna e destinado à formação de professores para a educação musical das crianças. Às actividades didácticas e de investigação científica junta o Centro de Estudos Gregorianos uma importante obra de divulgação cultural, quer através da promoção de conferências e concertos por musicólogos e artistas nacionais e estrangeiros, quer através da publicação da revista Canto Gregoriano.
É toda esta obra artística e cultural, única no País, e cujjo valor tem sido unanimemente reconhecido por quantos especialistas, nacionais e estrangeiros, sobre ela se têm pronunciado, em risco de se perder, que se pretende consagrar e desenvolver, concedendo à escola o estatuto a que tem direito.
com a presente oficialização pretende-se pôr termo à situação precária em que têm trabalhado quer a direcção e o pessoal administrativo e auxiliar, quer os corpos docente e discente da escola, visando este decreto-lei assegurar o prosseguimento e desenvolvimento da importante obra didáctica e cultural que aquela tem sabido levar a cabo.
Nestes termos:

Usando da faculdade conferida pelo artigo 3.º, n.º1, alínea 3), da Lei Constitucional n.º 6/75, de 26 de Março, o Governo decreta e eu promulgo, para valer como lei, o seguinte:

Artigo 1.º É criado, na dependência da Direcção-Geral do Ensino Superior, O Instituto Gregoriano de Lisboa, estabelecimento especializado de ensino da música.

Art. 2.º Pode o Ministro da Educação e Investigação Científica, mediante portaria, integrar este Instituto num organismo dependente do Ministério da Educação e Investigação Científica que assegure, de imediato, a continuidade das actividades do actual Centro de Estudos Gregorianos.

Art. 3.º O Instituto Gregoriano de Lisboa, tomando o canto gregoriano como base essencial de toda a cultura musical do Ocidente, destina-se à formação de elementos que no sector do ensino, da investigação e da execução profissional contribuam para a elevação do nível artístico e científico no domínio da música em Portugal.

Art. 4.º
1-Com vista à prossecução desses objectivos, desenvolve o Instituto uma tripla actividade didáctica, cultural e de investigação.
2-Os cursos a ministrar no Instituto serão definidos por portaria do Ministro da Educação e Investigação Científica.

Art. 5.º O Instituto ficará sujeito ao regime de instalação durante um período de dois anos, prorrogável, mediante despacho do Ministério da Educação e Investigação Científica, ano a ano.

Art. 6.º
1-
É instituída uma comissão instaladora para o Instituto Gregoriano de Lisboa, que exercerá o seu mandato durante o período previsto no artigo anterior.
2-Fazem parte da comissão instaladora:
a) Um representante da Direcção-Geral do Ensino Superior;
b) dois a três vogais nomeados por despacho do Ministro da Educação e Investigação Científica.

Art. 7.º
1-
Durante o período de instalação são aplicáveis ao Instituto as disposições do Decreto-Lei nº 402/73, de 11 de Agosto, relativas à contratação de pessoal docente, técnico, administrativo e auxiliar.
2-Mediante autorização do Ministro da Educação e Investigação Científica, o pessoal actualmente em serviço no Centro de Estudos Gregorianos poderá ser contrado pelo Instituto para funçoes idênticas ou equivalentes às que presentemente desempenhe, sem prejuízo das habilitações exigidas para o provimento dos novos cargos.

Art. 8.º Os encargos resultantes da execução do presente diploma são suportados, durante o ano económico de 1976, pelas verbas do capítulo 5.º, artigo 91.º «Transferências do sector público», do orçamento da Direcção-Geral do Ensino Superior.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros.
-Vasco Fernando Leote de Almeida e Costa
-Francisco Salgado Zenha
-Vítor Manuel Rodrigues Alves

Promulgado em 7 de Julho de 1976

Publique-se
O Presidente da República,
Francisco da Costa Gomes
-----------------------------------------------------------------


Desculpem-me a 'nerdice'.


Com o término da Época de Exames só me resta desejar a todos umas Boas Férias!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Concerto

domingo, 13 de junho de 2010

Tenho passado os últimos dias com uma lágrima ao canto do olho...

(ou com várias que vão caindo...)

Laura, Te, Mega e Ana e Afonso: escrevo este texto porque preciso de deitar cá para fora. Aproveito a canção que começaram a entoar e junto-me para cantar com vocês, espero que não se importem...

Foram muitos anos, mas de facto os últimos foram os mais marcantes, porque foi nos últimos anos que realmente conheci a minha Família Gregoriana. Obrigada:

Laura, és Mim :) primeiro eras a Laura de cravo, depois passaste a ser a minha amiga de educação vocal e de repente estava contigo nos Açores! A nossa amizade foi crescendo e ficando diferente. Cada vez gosto mais de ti!

Te, és a minha princezinha. Londres superou tudo e uniu-nos de uma maneira única! Adoro como nunca percebemos nada do que a outra diz, mas ao mesmo tempo estamos em pura sintonia. Também não te vou largar!

Ana, és aquela amiga que eu admiro porque tudo em ti é natural e expontâneo. Sem restrições. Contigo aprendi a não ter medo de dizer, de mandar cá para fora, Obrigada madrinha!

Mega, ai gosto tanto de um dia ter começado a falar contigo! Foi a Escócia que nos juntou, mas acho que não há país que nos separe! A Holanda que vá bogiar que eu sem o meu Mega não fico!

Jorge, não foi fácil para mim começar a conhecer-te, mas thank God (e à Escócia) que um dia cruzámos olhares e palavras, és mesmo especial e bom amigo!

Obrigada por serem os fundadores da AEIGL. Foi um marco histórico, um ponto de viragem. Olhando para trás parece que este vosso bebé serviu para nos juntar a todos, e de certa maneira, empurrou-nos para a vida.

Afonso, és como se costuma dizer “um curtido” Porto, Escócia adorei!Chiquinho, contigo divirto-me sempre, ficam na memória as nossas aulas de canto gregoriano com a dona helena (hihi). Magui, voce é aquela coisa, tá a ver?! :P Alberto, nem sabes como é reconfortante o teu sorriso e mão gigante a saudarem-me sempre que entro na sala de alunos. Rita, não falamos muito, é verdade, mas gosto de ti :) Margarida e Mafalda, vocês foram uma descoberta fantástica para mim, tão queridas, inteligentes e amigas! TiagoA és O cavalheiro, o meu comparsa do Sporting! Ba, já não estás cá fisicamente, mas deixaste a tua marca, bem grande, como tu! E todas as pessoas que só por entrarem na vivenda da Av 5 Outubro (do qual o número eu insisto em esquecer-me), porque fazem parte do quadro que é o Nosso IGL.

John Nash disse "What truly is logic? Who decides reason? It is only in the mysterious equations of love that any logic or reason can be found." E, de facto, só com o amor que tenho por vocês, que sinto que têm por mim, que tenho a esta Família, só com este amor é que a minha vida faz sentido. Obrigada. A Todos!

Filipa

sábado, 12 de junho de 2010

Finale allegro non troppo ma con brio

É assim, meus amigos, coisas destas não se fazem! Está uma pessoa no clímax do divertimento, na apoteose da diversão a ler desgravadas de Fisiologia quando pensa: “olha, vou ver se a Laurinha já meteu finalmente alguma cena no blog!” E pimbas!!! Depara-se uma pessoa com isto. Vejo um molho de palavras e fotos todas cutxi e penso “ai, toca a descer que eu quero é música!” Faço uma viagem a 1900 e troca o passo … e depois leio o primeiro testamento. E depois o segundo… E acabo a contar como a Laura, porque agora já estou no quarto! E depois os comentários, todos, todos, até conseguir parar os meus olhos e perceber que estes levaram a molha da sua vida! Sim, porque os homens também choram. E não é pouco!

Fico meia hora especado a olhar para o ecrã. Revejo nele a minha história gregoriana. Corrijo. A Nossa história gregoriana. A história que partilhei com tod@s e que promete acompanhar-me para sempre.

Merece um pequeno flash-back:

Chego ao Instituto com 10 anos e com 1/100 do cérebro actual, penso “uuui, estes aqui são tão graaandes” e começam às aulinhas.
Daí a 3 anos, entro na fase “AAAH, TIREM-ME DAQUI! ODEIO ISTO, QUE SECA, NÃO QUERO TOCAR, SOPRA TU NISSO MASÉ!”

E, de repente, tudo muda. Não me lembro bem porque, talvez uma sonata pirosa de Telemann, ou talvez já estivesse com um bocado mais de cérebro, mas o que interessa é que a partir daí começo a ver aquela casa de maneira diferente. Já não é só uma escola. É a casa onde toco, canto, atrofio, luto e vivo na companhia das pessoas mais importantes da minha vida.

Ana, a verdadeira criadora deste nosso espírito gregoriano! Obrigado pela tua força e resiliência (tinha que dizer esta palavra, desculpa!) e por seres a amiga sem tabus que para mim és. Bayley, muito mais do que uma rapariga prodígio, uma amiga para a vida. TiagoA, a minha oposição política no Instituto. BANDEIRINHAS!!! TiagoO, uma voz maravilhosa e um grande exemplo de serenidade e de dedicação incondicional, obrigado. Manel, apesar de não estares mesmo no greg, fazes parte da minha vida gregoriana e ainda é difícil imaginar o próximo ano contigo a “rebentar” com Inglaterra e nós aqui a ver! Há que aproveitar bem o tempo agora! Alberto, és tu e só TU. Nunca deixaste de surpreender com um comentário oportuno! Jorge, obrigado pela tua amizade e silêncio muitas vezes mais inteligente que qualquer coisa que se possa dizer. Raquel… VOLTA! Filipa, tudo em ti é queridinho (what can i do? Fazes-me pensar em diminutivos!) Francisco, obrigado pelos momentos únicos em que cada um lê o que vai na mente do outro. E pelas tuas opiniões e… boleias também!

André, um bacano que tal como eu ERA (cofcof) um bocado pó nerd e que conheci a jogar Magic! Para simplificar, és uma criatura Lendária, Avatar 20/25 com Haste e Trample, que quando entra em jogo mete todas as outras criaturas a gargalhar e que ressuscita compositores quando “ataca”!

Rita, das poucas pessoas que viveram comigo no greg desde o 1º ano. Desapareceste uns tempos, mas voltaste o ano passado para me deixares a tua marca. Para quando o nosso dueto?

Ricardo, o meu grande companheiro que sempre esteve a meu lado. Confio em ti como um irmão.

Té, na 6ª feira estava a tentar atenuar o que no fundo me fazia sofrer, a tentar simplificar e sistematizar as coisas. Olhá-las como normais, mas esqueci-me que também é normal chorar por elas. Nunca desaparecerei para ti!

Laura, felizmente é fácil mostrar o que sinto por ti. Basta uma palavra, tão simples e tão nossa que exprime tudo e muito mais do que possas imaginar. Hm-te.

Sinto que já tudo foi dito pelas quatro maravilhosas pessoas que iniciaram este despejo massivo e mútuo de nostalgia. Sinto que seremos para sempre os Gregorianos, os do Greg, aqueles que… wait for it… vão ao grego! Ah…ah…ah… [sorriso amarelo] NOT!

Sinto e sei que, como já foi dito, o Greg foi e continuará a ser a nossa segunda casa. Obrigado a todos!

Afonso.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

A entrada para o palco…

Existem três loucos da cabeça que me fizeram chorar com a experiência e um profundo obrigado pela existência da vivenda da Avenida 5 de Outubro.

Eu sei que para mim foram apenas três anos. Mas foram três anos. E três anos são muitos dias. Mas acho que falar deste último ano é falar como o André, a Ana e a Laura falaram do Gregoriano… Falar de uma…segunda casa.

Nunca tinha compreendido, nunca tinha sequer pensado que isso era possível. Sentir-me completamente confortável noutro sítio que não a minha casa - Fala a menina isolada do mundo, que desliga de 2 em 2 segundos, e que sempre encontrou conforto no silêncio de estar sozinha.

Esta segunda casa, fez-me crescer musicalmente (diria que em 11 anos de aprendizagem, foi sem dúvida neste ano que cresci mais), mas sobretudo como pessoa. E isso foi graças às pessoas que me acompanharam ao longo deste processo. Porque aprendi imenso com elas, porque me deixei conhecer e conheci-as, e vi, ouvi e partilhei alguns dos melhores e dos piores momentos. Agora sinto-me como parte do grupo… Quando me sento numa cadeira na sala 2, para as aulas de ATC, ou quando dou dois passos à frente, e de repente estou a representar o melhor do IGL.

Obrigada Lala. Fazes parte de tudo… Vai sempre permanecer este obrigada profundo por me teres trazido aqui. Char<3

Obrigada Ana. Por gostares de mim, sobretudo. Por dizeres que tens uma prima de 1 ano e meio, que se chama Teresa, e que te lembra imenso eu, pelo ar fofinho :)

Obrigada André. Ou Mambo. Não te posso explicar o quão feliz estou por ti, por chegares lá fora e arrasares com tudo. Mas vou sentir imenso a falta de me pedires para fazer o pstpsttchikthciktlhmuaaaaah…

Obrigada Fipa. Adoro tudo em ti. É inexplicável a nossa amizade. De não percebermos nada do que a outra diz mas de estarmos sempre em sintonia.

Obrigada Fon. O fofo. Não desapareces… Foi isso que me assustou quando disseste aquilo na sexta-feira passada. Obrigada António. Maninho…que sempre me apoiaste e disseste que eu fazia as coisas bem. Obrigada Francis. Sobretudo por me abordares sempre de uma forma tão feliz. Obrigada Jorge. Por protegeres toda a gente de forma tão discreta. Obrigada Debi. Pela tua personalidade tão forte. Obrigada TiagA. Por seres a pessoa mais genuína e tão cavalheiro. Obrigada Magui. És das primeiras pessoas que conheci do Gregoriano, o meu primeiro mocho. Obrigada Rita e Zezinho. Pela companhia, pelas conversas, pelo apoio. Obrigada Margarida e Mafalda. São ambas lindas e grandes promessas. Não fazem ideia o quanto eu e a Filipa adorámos trabalhar ao vosso lado no Britten. Obrigada Carolina, Daniel e Isabel. Pela união nas aulas de FM. Obrigada Bá e Tiago O. Por serem um exemplo. Obrigada Ricky, Carolina Sá, Albi, Pombo, Luís, Leonor, Che e todas as pessoas que fazem parte do Gregoriano. Não me quero esquecer de ninguém… Gosto de toda a gente. Acredito que toda a gente seja importante, porque todos dão um bocadinho de si, e sobretudo, todos dão música à tal ‘segunda casa’.

E obrigada Armando. Por me ensinares a cantar… Ou seja, por me dares a conhecer ao mundo, e sobretudo, a mim própria.

Nunca há-de ser um adeus, porque vai sempre permanecer em mim esta experiência.

Mas por enquanto posso dizer enquanto sorrio... Até segunda!

Teresa.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Obrigado - 9


(Em homenagem ao Professor Alberto, de Latim, que durante mais de duas decadas leccionou no IGL. Sabia o amor que tinhamos a esta casa. Talvez como ninguem.)

Gostaria primeiro de salientar que ja odiei profudamente o IGL. Isto para tornar bem explicito que a razao pela qual eu gosto do Gregoriano é fundamentada e nao irracional. 

Foram 9 anos. Ha 9 anos atras, esta casa (a minha,mesmo) nao existia, a minha escola era outra, nao tinha barba. Nao sabia tocar com as duas maos, e achava que queria ser meteorologista. Nao sabia o que era a internet (nao muito bem). O Cristiano Ronaldo era um puto como eu, e o Jesus nao imaginava que iria treinar o Benfica. As Torres Gemeas ainda nao tinham caido, e Barack Obama nao era alguem que se conhecesse minimamente. 

O IGL construiu-me como pessoa. E sim, musicalmente e profissionalmente, sou totalmente um exemplo moldado pelo Gregoriano. E um grande obrigado por isso: sinto que estou preparado para a nova etapa que se avizinha.

Comecei do zero. Comecei sem saber o que era uma clave de fá. Hoje sou organista nos Jerónimos.

Episódios? Ajeito-me na cadeira, tal como uma entrevista de televisao. Faço uma pausa, relembro, sorrio e digo: "Sim, imensos".

Afinal, o que fica destes 9 anos? Acho que a Ana disse muita coisa que é verdade: soube-nos preparar para a musica. Ou pelo menos, para o inicio daquilo que pretendemos tornar profissional.

A nostalgia ainda nao me assolou totalmemte, confesso. Nao me esqueço que ainda tenho o maior desafio para fazer, para a semana: Exame final de 8º grau de orgao. O mais interessante é que nao é cumprir calendario, nem mais um "simples exame"... é O exame.

Durante aprox 1 hora vou estar a mostrar como fui moldado à imagem do Gregoriano. Porque gostamos de tocar. Porque temos realmente prazer em partilhar com quem nos rodeia essas notas que fomos descobrindo.

Mas.. e chegar ate la? Muito trabalho. Muitas horas de estudo. Muitos precalços. Muitas aventuras:

Escócia '09

Bremen '09

Holanda '10 - Parte 1, a descoberta

Holanda '10 - Parte 2, a decisão

E quando soube que havia sido admitido no Conservatório Real de Haia, e tive que esperar pelo prof, esperei na Igreja. O sol era grande, e as janelas enormes que cobiram a Igreja enchiam-na num brilho magnifico.

Sozinho, abri os braços, tal como um jogador que marca o golo da vitória.

Abracei entao, com enorme sorriso, a Laura, a Ana e a Maria. Corri e saltei, salto com o Tiagao. O Alberto e o Jorge esperavam com grande sorriso. A Rita soltava "ja sabia!", e a Teresa brilhava com o seu olhar. O Francisco abraçou-me, e a Filipa apenas disse convictamente: "Mega!". O Afonso sorriu com o Zé, e perguntaram "A banana fez efeito?". O Ricardo pegou-me ao colo, tal a força. A Ché disse-me "és bué", e eu retribui. O Tiago Oliveira fez uma simples vénia e eu, claro, disse que quem sabia era o "Mestre".

A Igreja continuava vazia. Alguem que la entrasse poderia jurar que era so eu que la estava, mas nao. A Igreja estava cheia. Cheia de Gregorianos. Porque se hoje sou alguem musicalmente, foi porque tambem os vi tocar, os vi exprimirem-se e tambem aprendi algo com isso. Partilhamos alegrias e tristezas.

Páginas na historia do IGL? De certo que nao fechámos o livro, mas ajudámos a preencher boa parte: fundámos a AEIGL. Fizemos 0127152622398785 coisas, algumas nao pouco visiveis, outras talvez apenas um arranhao nalguma mesa, mas de certo que ha imensas que sempre duraram e poderemos encontrar quando la voltarmos, um dia.

9 anos que, de certeza, nao chegam ao fim aqui. Apenas deixo de ter aulas. Bom, passei mais tempo a estudar do que a ter aulas, portanto (fingindo nao ser nada de grave) é apenas uma etapa.

As memórias continuam. E vao-se prolongar. Eu creio que sim.

Um, dois, três... oito.


Começo com um ar esperançado: Esperem lá, ainda não é hoje o último dia, ainda há três exames para passar, dois concertos.. Mas.. mas..não.
Estou esquisita na mesma. Um nó na garganta, como quando fico nervosa, ou estou a fazer força para não chorar.
Porque isto afinal está a soar mesmo a último dia.
Se calhar a nossa conversa ao almoço [no Topo, claro, a nossa rotina manteve-se] não ajudou, mas sentirmo-nos antigos em algum lado é uma realidade nova, pelo menos para mim. Pensar que Olá, eu sou a Laura. A Laura, não a Laura Joana, não a Laura de flauta, mas a Laura. Houve um tempo em que era só eu a Laura, ainda és desse tempo? Do tempo em que o Gregoriano ainda era só uma ou duas horas dois dias por semana.. e mais tarde já todos os dias, e depois os dias inteiros. Viver lá, quase. És desse tempo?
Ou sonhar que se vive lá, no terceiro e quarto pisos [um para rapazes, outro para raparigas, por cima da sala 6 é o refeitório, e a despensa ao fundo do terceiro piso], em beliches, com a 'família' Gregoriana.
Dói um bocadinho. Apesar de ser apenas mais uma na estatística [e das estatísticas que se quer, Ensino Articulado de Música, soa bem na papelada] e de terem sido 'apenas' os oito anos regulamentares de quem completa o curso secundário, dói mesmo um bocadinho. Nem sei se é sair em si, ter acabado disciplinas uma a uma, umas com prazer e um nadinha de sorte, e outras com pena, mais um pouco por favor, mas talvez custe mais imaginar voltar a entrar lá [a tal moradia pequenina, não não, aquilo é a Câmara, o Gregoriano é ali] e já não estarmos lá todos, prontos para uma cartada ou simplesmente para estar. Confortavelmente e todos juntos. Porque afinal, tudo faz parte da casa. Cada desenho ilícito no tampo da mesa, cada partitura perdida, até mesmo os mil casacos esquecidos. Tudo faz parte da nossa sala, e da nossa casa. Cada um escolheu o seu cantinho, a sua sala de estudo, mas o nosso último reduto é a sala 10. E tenho medo de já não me sentir em casa lá, daqui por uns tempos.
Mas também é bom. Às vezes olhamos para as novas gerações e pensamos [em voz alta?] que estes vão ser os novos nós. Talvez alguém dos antigos, daqueles a quem chamámos dinossauros, tenha pensado o mesmo. Talvez não, mas acho que ninguém fica indiferente.
E eu que o ano passado pensei compreender as lágrimas da Bayley, mas não percebi nada. Só agora é que sim, um pouco, e parece ser difícil de engolir.
Afinal, acho que ganhámos o estatuto de mobília da casa, a custo, afinal todos tivemos os nossos momentos de pânico.. mas o que é certo é que resistimos, a tal selecção natural de que falava à tarde com o pessoal [hoje o Último Dia foi tema recorrente, em todas as conversas 'cá de casa'] surtiu o efeito de, de repente, estarmos no fim de tudo e tomarmos consciência de como os nossos amigos mudaram desde que entrámos. Somos poucos agora, e já ver sair o ano passado alguns de nós foi tão estranho, agora seguir outro grupo em frente parece impossível. Vamos transferir o Topo para a ESML? Ou para Haia? Ou talvez para Évora? Não sei. Só sei que continuo com medo, desta vez de entrar para uma 'casa' nova.. em que não sou Presidente da Direcção da AEIGL, não tenho 'as minhas pessoas', a minha base, o meu Ensemble e até a D. Lina para me ralhar de manhã.
Estamos de malas aviadas, só falta um diploma para a mudança de 'casa'. E as mudanças assustam.

Já estou cheia de saudades. Afinal, a culpa do meu futuro é vossa. Vossa, IGL e todas as pessoas e coisas que estão lá [cá] dentro.

Bem, vou só ali à Caravela, alguém quer vir?

IGL em números

11 anos ainda é muito tempo, caramba. Assim como quem não quer a coisa, ainda é mais de metade da minha vida. E por mais que tente ignorar, aperceber-me de que essa etapa acaba hoje deixa aquela nostalgia... Foleiro, bem sei. Mas 'true!'.

Senão vejamos: ando no Instituto Gregoriano de Lisboa desde 1999. 11 anos, com aproximadamente 39 semanas lectivas cada um. Ora se tivermos em conta que entro todos os dias no IGL pelo menos 2 vezes, e que não tenho tardes livres desde que tenho 12 anos, isso dá 4290 vezes que fiz soar aquela porta, mais coisa menos coisa.

O dobro, se contarmos com as vezes que a porta soou de cada vez que saí das instalações.

O quíntuplo, se contarmos com as idas à Cinderela, à Dona Rosa, ao extinto Capítulo (agora Topo da Avenida), à Caravela (mais recentemente), aos indianos, ao Coisas de Gostar ou até mesmo ao restaurante chinês das Forças Armadas (que foi só uma, prometo).

É muita vez que aquela porta chiou por minha causa. Devo estar a dever não sei quantos litros de óleo à Dona Almerinda.

E, falando nisso, no que toca a pessoas? Foram 5 auxiliares de educação que com toda a certeza relembrarei toda a vida, pelo menos 12 professores, 1 Senhor Viana, não sei quantos mil amigos, 2 namorados, e ainda mais não sei quantos conhecidos ou colegas.

Perdi a conta aos concertos e audições, devem ter sido na boa uns 100.

Um ano de intensa vida gregoriana. [Que envolveu entrar às 8h e sair às 20h. Sala 21, quase todas as manhãs, “porque tem janela para o pátio”. Ir tirar cafés à Nespresso e deixar o dinheiro na bancada, comer sandes de Nutella (marca ‘É’) como se não houvesse amanhã, impingir leites com chocolate a 40 cêntimos aos putos, tomar o pequeno-almoço na sala de alunos, e ir chatear o André (sala 28) ou a Bayley (sala 32) quando não me apetecia estudar.]

3 elaborados vídeos de parabéns, 2 viagens, mais de mil fotografias. Um rap, 2 poemas dedicados a professores, Uma sebenta de História da Música. 5 vestidos pretos, 6 Audições de Alunos, 2 manifestações e aproximadamente 52 meias-doses de hambúrger com ananás no Topo da Avenida.

Uma Associação de Estudantes.

E tudo isto não contando com todas as coisas e pessoas que surgiram por arrasto: a Orquestra Sinfónica Juvenil, o Mus&Caldas, os contactos, os concertos, as paixões, os trabalhos temporários (ou nem tanto)…

Não sei quantas MIL frases feitas (“Está frescócia!”), refeições pré e pós-concerto, noitadas no Bairro Alto, conversas filosóficas sobre o futuro, “amigos forever”, discussões e gargalhadas sonoras, e ainda mais (tantos!) “Não posso, tenho ensaio…”

Mas, fundamentalmente, uma enorme lição de vida.

Como estar em palco, como não ficar nervosa ao apresentar-me em público, como lidar com a frustração de não conseguir, como conciliar o equivalente a 2 empregos ao mesmo tempo sem descurar nenhum dos dois, como incentivar os outros a fazer melhor, como incentivar-me a mim própria.

Como cantar em coro, como cantar a solo sem fazer figuras tristes, como tocar violoncelo. Como dar uns toques no piano, como fazer leituras à primeira vista e ditados rítmicos. Como NÃO fazer quintas paralelas. Como viveu o Mozart, o Mendelssohn ou o Verdi. Ou afinal quem amava a Clara Schumann.

Como não irritar a Dona Helena durante um teste de Canto Gregoriano (já agora: como controlar um ataque de riso a meio de um teste de Canto Gregoriano).

Como explicar que “o IGL não é o Conservatório, mas é equivalente” sem rosnar muito ao interlocutor.

Como explicar que o nº 258 da Av. 5 de Outubro mudou a minha definição de “segunda casa” por completo. (Porque não há sítio onde tenha passado mais tempo, e não há basicamente nada que não tenha feito lá. Aliás, ainda lá tenho uma escova e uma pasta de dentes. A única coisa que não fiz foi dormir uma noite inteira dentro das instalações, mas garanto que já dormi boas horas no sofá que está actualmente na sala de alunos.)

Como explicar à Dona Lina que para o ano não estou por cá, e porquê.

Enfim. 11 anos, resumidos em 723 palavras e 4149 caracteres, que no fundo só querem expressar um enorme muito obrigada.

E, claro, uma ou duas lágrimas reprimidas. Porque isto da nostalgia ainda custa, caramba.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Melisminha Deprimente 12

Pessoas, nas vésperas do concerto final do ano (no Grande Auditório da ESML, próxima 4ªf, dia 9 de Junho, às 21h30, para os mais distraídos... *cof*Manel*cof*cof*), deixo aqui este melisminha deprimente do ano de 1900 e troca o passo, em que podemos observar o CC a cantar o Hino a Santa Cecília de Britten, na Sé - coincidência das coincidências, tal como nós vamos fazer na próxima 4ªf... só que muito melhor, é claro :P




(E perdoem pela qualidade do vídeo, mas... não tenho nada a ver com isso.)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Sábados no IGL

No próximo Sábado, dia 29 de Maio, terá lugar no Instituto Gregoriano de Lisboa mais uma edição do "Sábados-no-IGL", mais uma iniciativa a não perder.

14h00 - Classes de Piano da Prof. Anne Kaasa, da Prof. Ivana Talijan e do Prof. Pedro Ferro (Sala 6)

15h00 - Classes de Piano do Prof. Manuel Fernandes e de Violoncelo da Prof. Anne Hermant (Sala 6)

16h00 - Classe de Piano da Prof. Ilda Rodrigues (Sala 6)

- Classe de Violino da Prof. Inês Barata (Sala 28)

17h00 - Classe de Educação Vocal do Prof. Armando Possante (Sala 6)

- Classes de Piano da Prof. Isabel Mendes e da Prof. Ivana Talijan (Sala 28)

18h00 - Classes de Introdução à Prática Vocal da Prof. Elsa Cortez e do Prof. Manuel Brás da Costa (Sala 6)

19h00 - Classe de Violino do Prof. Marcos Lázaro (Sala 6)

terça-feira, 25 de maio de 2010

Concertos e mais audições.

Olá a todos,

O blog está vivo.. mais ou menos. Tenho 287990 gravações para escolher cortar por pequeno youtubar blogar. E mal tenho tempo para respirar até meados de Junho.

Audição de Alunos, os sábados estão cheios de audições e provas de admissão, a única hipótese era este sábado às 19h, mas acho que só uma hora de AA era complicado, portanto estou em conversações para a marcar num dia de semana algures depois de dia 8, último dia de aulas.

Entretanto, esta sexta-feira, dia 28:

12h - Audição da Classe de Música de Conjunto da prof. Elsa Cortez,

ou seja, os rapazes têm Audição!

E antes disso, no dia 27:



Em concerto, na Biblioteca do ISCTE, pelas 20h, com entrada livre.

Inauguração do órgão positivo do IGL.

Programa:

Della bellezza le dovute lodi - C. Monteverdi
O dolcezze amarissime d'amore - L. Luzzaschi
Io mi son giovinetta - C. Monteverdi
O sors optata - compositor holandês do séc. XVII
Diferencias sobre la gallarda milanesa - A. Cabezón
Ohimè, dov'è il mio ben - C. Monteverdi
Non sa che sia dolore - L. Luzzaschi
Marche pour la cérémonie des turcs - J. B. Lully


Ensemble delle Donne:
Ana Assis Gomes - violoncelo
Débora Bessa - flautas de bisel
Laura Lopes, Rita Tavares e Teresa Duarte - vozes

Ctrl+T+Z Ensemble:
André Ferreira - órgão
Alberto Oliveira e Jorge Rodrigues - violinos
Débora Bessa e Eunice Silva - flautas de bisel
Laura Lopes e Rita Tavares - vozes
Francisco Moitinho de Almeida - violoncelo

João Carlos Gomes - órgão


E pronto. Por hoje é tudo. Amanhã ficarão a saber o que vai acontecer no próximo dia 29, mais um Sábados-no-IGL, porque tu queres, porque eles te querem.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mega-Recital a não perder


Na próxima 2ªFeira, dia 10 de Maio, terá lugar na Sala de Órgão, pelas 13h15, um Recital de Órgão por André Ferreira, aluno da Classe do Prof. António Esteireiro.
Serão interpretadas obras de A. C. Braga, J. S. Bach e F. Peeters.

Mais uma audição a não perder.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Audição de Ed. Vocal já na quarta-feira, às 14h.

Desta vez sou eu mesma e não aquela holandesa coisa.

Audição de Ed. Vocal da classe do Prof. Armando Possante:

Dia 5 de Maio às 14h.

Udite amanti - B. Strozzi
Ah Belinda - ópera Dido e Eneias - H. Purcell

Laura Lopes


Nun beut die Flur - oratória A Criação - J. Haydn
Aus Liebe - Paixão segundo São Mateus - J. S. Bach

Teresa Duarte


Buss und Reu - Paixão segundo São Mateus - J. S. Bach
Mignon - R. Schumann
Clair de lune - G. Fauré

Laura Lopes


Die Mainacht - J. Brahms
Batti, batti, o bel Masetto - ópera Don Giovanni - W. A. Mozart
Ach, ich fühls - ópera A Flauta Mágica - W. A. Mozart

Teresa Duarte


Non so più cosa son - ópera Bodas de Fígaro - W. A. Mozart

Laura Lopes

Quel guardo il cavaliere - ópera Don Pasquale - G. Donizetti

Teresa Duarte

segunda-feira, 3 de maio de 2010

St.Gall 359


Ok, ok, eu tento parar de invadir o site.
Mas parece-me que qualquer Gregoriano devia dar uma vista de olhos à fonte em que se baseou o Gradual Triplex para reproduzir a notação de St.Gall.



http://www.e-codices.unifr.ch/en/csg/0359/1/small

Beijinhos, abraços e essas lamechices todas,
Bayley

terça-feira, 13 de abril de 2010

Abendlied - Buitenhof, den Haag

Pronto, sou super rebelde e fiz um break in à conta da presidente para deixar um último post neste bonito blog.
Mas tinha mesmo que partilhar convosco :)



Beijinhos e abraços da vossa enviada especial na Holanda.

Bayley

sábado, 3 de abril de 2010

Recital do [meg]André Ferreira, de Dezembro de 2009.

Coral Nun Komm der Heiden Heiland, BWV 659 - J.S. Bach


Prelúdio e Fuga em ré menor, BWV 539 - J.S. Bach



Fantasia Coral Nun Komm der Heiden Heiland - Nikolaus Bruhns

Audição de Ed. Vocal da prof. Elsa - 28 de Novembro de 2009.

Pedimos desculpa pelo atraso. Aqui ficam os vídeos.

The Virgin Mary had a baby boy - Hal Evans - Tiago Martins


The snow in the street - R. Vaughan Williams - André Ferreira


Maria Wiegenlied - Max Reger - Pedro Pombo


La Noël passée - Benjamin Britten - Maria Inês Ferreira


Aire e donaire - Joaquin Rodrigo - Vânia Gomes


El noi de la mare - Ernest Cervera/Hugh Keyte e Andrew Parrot
Vânia Gomes, Rita Tavares, Pedro Pombo e Ricardo Guimarães


Patapan - Martin Shaw
Vânia Gomes, Rita Tavares, Pedro Pombo e Ricardo Guimarães

Mais SemanAberta.

O sors optata - autor holandês, séc XVII


Romanze - Carl Nielson - Jorge Rodrigues e Débora Bessa


O dolcezze amarissime d'amore - Luzzasco Luzzaschi - Ensemble delle Donne

Começou.

Aqui vou euuuu.

Coro Gregoriano - Improperia - dia 2 de Março às 16h45


Octeto do Coro de Câmara - Stabat Mater de G. P. da Palestrina

sexta-feira, 26 de março de 2010

Concerto de Páscoa

Big Daddy Alberto in da house, com a nova comunicação de concertos. Ora p'tantos, isto a gente vamos fazer um som na Sé, a sábado 27 de Março, e começa-se às 21h30min, mais cambalhota, menos cambalhota. NOTA: fui "incentivado" a anunciar que esta cena vai ser aniversário da outra vez, em que fizemos também o Miserere do Allegri.

Bamos ter o Coro de Câmara, o Coro Gregoriano, e o pessoal do Órgão a animar a festa, e possivelmente morfes e pinga.*

*(NOTA: não há morfes e pinga)

Sons a ouvir:

- SPEM IN ALIUM NUNQUAM HABUI, de MC Thomas Tallis, MISERERE MEI DEUS, de MC Gregorio Allegri, e STABAT MATER, do bacano Palestrina, pela malta do Coro de Câmara.

- Props pró pessoal do Coro Gregoriano, que vai cantar parte da liturgia de Sexta-Feira Santa.

- After-Party com tubos a expelir ar em vibração, pelos manos Daniel Nunes, Ricardo Guimarães e Joana Castro:
Praeludium em Mi menor - Nikolaus Bruhns
Praeludium em Sol menor - Nikolaus Bruhns
Suite Gothique, op. 25 : Toccata - Léon Boëllman


///////////////////////////////////////////////////
((((O dealer residente ameaçou cortar-me o fornecimento se não fizesse à maneira dele, portanto aqui vai:

O tradicional Concerto de Páscoa organizado pelo Instituto Gregoriano de Lisboa que contará com a presença da Classe de Órgão do Prof. António Esteireiro, do Coro de Câmara e do Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa dirigidos pelo Prof. Armando Possante.

O Coro Gregoriano irá interpretar parte da liturgia da Sexta-feira da Paixão do Senhor: "Adoratio Sanctae Crucis" da "Feria VI in Passione Domini", que inclui os "Improperia" e o hino "Crux Fidelis".

O Coro de Câmara volta a apresentar um programa dedicado à polifonia renascentista. Desta vez serão reunidas algumas das obras já executadas em anos anteriores, e que representam o melhor exemplo desta corrente musical contemporânea aos compositores Thomas Tallis, Giovanni Pierluigi da Palestrina e Gregorio Allegri.

T. Tallis (1505-1585) - "Spem in alium nunquam habui" (c. 1570)
G. P. da Palestrina (1525-1594) - "Stabat Mater" (c. 1590)
G. Allegri (1582-1652) - "Miserere mei Deus" (c. 1630)


Solistas: Filipa Costa Macedo, Ana Margarida Pinheiro, Teresa Duarte (sopranos); Laura Lopes, Rita Tavares, Joana Tavares (meio-sopranos); Manuel Gamito, Jorge Rodrigues (tenores); Afonso Moreira, Ricardo Guimarães, Tiago Oliveira (baixos);

Direcção: Prof. Armando Possante))))
////////////////////////////////////////////

Desejos de arrumação de talheres, aqui da crew de Telheiras City (Zona T)!

Peace out,

- Big Daddy Alberto


PS: In da house!

sexta-feira, 19 de março de 2010

Audição Bach na Igreja Evangélica Alemã

Terá lugar no próximo dia 21 de Março (Domingo) pelas 17h00 na Igreja Evangélica Alemã, um concerto comemorativo dos 325 anos do nascimento de Johann Sebastian Bach.
Irão participar os alunos das Classes de Órgão e de Educação Vocal dos professores António Esteireiro, Elsa Cortez e Armando Possante.
Localização: Av. Columbano Bordalo Pinheiro, 48; Estação de Metro: Praça de Espanha


Programa


Prelúdio e Fuga em Ré menor, BWV 539 - André Ferreira, Órgão
Magnificat, ...BWV 243, III. Quia respexit - Teresa Duarte, Soprano
Cantata Preise, Jerusalem, den Herrn, BWV 119 *, Aria: Die Obrigkeit ist Gottes Gabe - Rita Tavares, Contralto
Cantata Weinen, Klagen, Sorgen, Zagen, BWV 12 *, Aria: Ich folge Christo nach - Ricardo Guimarães, Baixo
Nun komm der Heiden Heiland, BWV 659 - João Gomes, Órgão
Wenn nur den lieben Gott lässt wälten, BWV 691 - Ana Teresa Salgueiro, Órgão
Jesu meine Freude, BWV 610 - Beatriz Resendes, Órgão
Paixão Segundo São Mateus, BWV 244 *, Aria: Buss und Reu knirscht as Sündenherz entzwei - Laura Lopes, Contralto
Aria: Aus Liebe will mein Heiland sterben * - Teresa Duarte, Soprano
Ich ruf zu dir, Herr Jesu Christ, BWV 639 - Miguel Gameiro, Órgão
O Mensch bewein dein Sünde gross, BWV 622 - Daniel Nunes, Órgão
Christ lag in Todesbanden, BWV 625 - Joana Castro, Órgão

segunda-feira, 15 de março de 2010

Uiuiui.

A todos os que perguntam ansiosamente pelos vídeos e áudios da SemanAberta..

Calma, por favor! Eu prometo que ponho isto logo que tenha algum tempo, que até ao final do período é complicado..

Portanto, novidades num blog da AEIGL perto de si, lá pra daqui a duas semaninhas, sim?

Cordiais cumprimentos,

LL, a Presidente da tua Associação, porque tu queres, porque ela te quer.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Programa da Semana Aberta do IGL

1 de Março - Segunda-feira

12h15 - Recital de Órgão por Diogo Pombo e Sérgio Silva; Bach, Merkel, Carreira, Araújo;

15h00 - Apresentação de Área de Projecto

15h45 - Recital de Música Barroca; Caccini, Purcell, Sammartini, Strozzi; Laura Lopes (meio-soprano), Edoardo Sbaffi (violoncelo), Flávia Castro (cravo)

17h30 - Recital de Piano por António Cebola; Bach/Busoni, Maurice Ravel e Albéniz;

18h30 - Concerto de Professores; Samuel Barber e Leonard Bernstein; Ilda Ortin e Eurico Rosado (piano), Anne Hermant, Edoardo Sbaffi e Nuno Abreu (violoncelo), Márcos Lázaro (violino), Elsa Cortez (soprano) e Armando Possante (Barítono)

19h15 - "Chopin" - Audição de Alunos


2 de Março - Terça-feira

10h30 - Contos Musicais: "A História de Babar"; Poulenc; Inês Barata (narradora) e Eurico Rosado (piano) - Sala 6

12h15 - Audição da Classe de Órgão - Sala 28

16h45 - Coro Gregoriano do IGL e Octeto do Coro de Câmara; Palestrina; Armando Possante (direcção) - Sala 28

17h30 - Classe de Música de Câmara - Sala 28

18h30 - Classe de Música de Câmara - Sala 28

18h30 - Audição de Piano (profs. Anne Kaasa e Pedro Ferro) - Sala 28

19h15 - "Bach" - Audição de Alunos - Sala 6


3 de Março - Quarta-feira

16h45 - Contos Musicais: "A História de Babar"; Poulenc; Rute Prates (narradora) e Eurico Rosado (piano) - Sala 6

16h45 - Contos Musicais: "A Semana do João Pestana"; Schmitt; Teresa Lancastre (narradora), Ilda Ortin e Elsa Cabral (piano) - Sala 18

17h30 - Contos Musicais: "A Semana do João Pestana"; Schimitt; Teresa Lancastre (narradora), Ilda Ortin e Elsa Cabral (piano) - Sala 6

17h30 - Contos Musicais: "A História de Babar"; Poulenc; Rute Prates (narradora) e Eurico Rosado (piano) - Sala 18

18h30 - "O Humor na Música"; Rodney Bennett, Britten, etc.; Octeto do Coro de Câmara, Luíza da Gama Santos e Ilda Ortin (piano), Eduardo Vaz Palma e Eurico Rosado (piano), Paula Pires de Matos (soprano), Armando Possante (barítono) - Sala 6


4 de Março - Quinta-feira

12h15 - "Integral de Nikolaus Bruhns para Órgão" - Audição da Classe de Órgão - Sala 28

15h00 - Audição "Sobre animais..." - Classes dos Profs. Anne Hermant e António Carrilho

15h45 - Recital de Canto e Piano; Purcell e Mozart; Ariana Russo (soprano), Tiago Oliveira (barítono) e Francisco Sassetti (piano) - Sala 6

16h45 - Recital de Canto e Piano; Brahms, Wolf, Lopes Graça; André Baleiro (barítono) e Luíza da Gama Santos (piano) - Sala 6

17h30 - Audição "Álbuns da Juventude"; Schumann - 200 anos do nascimento; Classes de Piano e de Educação Vocal - Sala 6

18h30 - Trio de Canto, Violoncelo e Piano; Prévin, Britten, Falla, Bernstein, Schubert; Elsa Cortez (soprano), Anne Hermant (violoncelo) e Ilda Ortin (piano) - Sala 6

19h15 - Audição "O Círculo de Shumann"; Schumann - 200 anos do nascimento - Sala 6


5 de Março - Sexta-feira

10h30 - Contos Musicais: "A Semana do João Pestana"; Schmitt; Filipa Palhares (narradora), Ilda Ortin e Manuel Fernandes (piano) - Sala 6

11h30 - Trio de Canto, Violoncelo e Piano; Prévin, Britten, Falla, Bernstein, Schubert; Elsa Cortez (soprano), Anne Hermant (violoncelo) e Ilda Ortin (piano) - Sala 6

12h15 - Audição de Música de Câmara; Handel, Bach, Monteverdi, Purcell, Devienne, Nilson e Montte; Classe do Prof. António Carrilho - Sala 28

14h00 - Recital de Canto e Cravo; Dowland; Paula Pires de Matos (soprano) e Flávia Almeida Castro (cravo)

15h00 - Recital de Piano; César Franck, Debussy, Liszt; João Bernardo Gonçalves e Ricardo Martins (piano) - Sala 6

16h45 - Contos Musicais: "A História de Babar"; Poulenc; Inês Barata (narradora) e Eurico Rosado (piano)

16h45 - Contos Musicais: "A Semana do João Pestana"; Schmitt; Filipa Palhares (narradora), Ilda Ortin e Elsa Cabral (piano)

17h30 - Contos Musicais: "A Semana do João Pestana"; Schmitt; Filipa Palhares (narradora), Ilda Ortin e Elsa Cabral (piano)

17h30 - Contos Musicais: "A História de Babar"; Poulenc; Inês Barata (narradora) e Eurico Rosado (piano)

17h30 - Projecto Preparatório: Classes de instrumento do Curso Preparatório

18h30 - Audição de Música Portuguesa; Carlos Seixas, Joly Braga Santos, Vianna da Mota, Frederico de Freitas, Freitas Branco, João Camacho e João Rei; Classes de Piano, Violoncelo e Educação Vocal - Sala 6

19h15 - Recital de Violino e Piano; Beethoven e César Franck; Inês Barata (violino) e Eurico Rosado (piano) - Sala 6


6 de Março - Sábado

12h15 - Recital de Canto e Piano; Fauré, Bizet, Chabrier, Poulenc, Satie; Diana Afonso (soprano), Joana Martins (meio-soprano) e Ricardo Martins (piano) - Sala 6

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

E mais um Sábados-no-IGL!

Sábados-no-IGL.

Dia 27 de Fevereiro:

14h - Classe de Piano da Prof. Karina Axenova (Sala 6).
15h - Classe de Educação Vocal (1º ano) da Prof. Elsa Cortez (Sala 6).
- Classe de Flauta de Bisel da Prof. Ana Rita Ramos (Sala 28).
16h - Classe de Piano do Prof. Eurico Rosado (Sala 6).
17h - Classe de Educação Vocal (2º Ano) da Prof. Elsa Cortez (Sala 6).

Concerto final masterclass de órgão.

Amanhã à noite na Igreja Evangélica Alemã,

Concerto Final da Masterclass de Órgão às 21h.

A AEIGL e a 'Irmandade do Tubo' quer que todos vão!

:)

Spem.

E já agora, venham verificar as partituras do SPEM!!!!

Há uma na biblioteca e a do Armando junto à fotocopiadora.

Exames.

Pessoal, as inscrições para os exames já começaram e são até

QUARTA-FEIRA, DIA 3.

A partir desse dia paga-se uma multa de 20 € , portanto não se esqueçam!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Parabéns ao Órgão de Tubos!

Faz hoje 6 anos que o Órgão de Tubos do Instituto Gregoriano de Lisboa foi inaugurado com um concerto que contou com a participação de vários professores desta escola e de organistas notáveis. Este órgão foi construído por Dinarte Machado entre 2003 e 2004, apresenta 2 manuais e pedaleira, com tracção mecânica das teclas e dos 9 registos perfazendo um total de 452 tubos.

Dinarte Machado - 2004

Participantes no Concerto de Inauguração - 2004
.
Em breve será estreado o tão aguardado Órgão Positivo.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Coro Gregoriano de Lisboa.


Pois é pessoal, o concerto anual mais famoso do Coro Gregoriano de Lisboa é

ESTA NOITE, 2 de Fevereiro de 2010, às 21h30 na Sé.

Aqui fica um pequeno aperitivo.



A AEIGL espera ver lá muitos alunos, a aplaudir as velas..aham, os membros deste Coro que ensaia lá em casa :)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Audição de Ed. Vocal

Amanhã, 30 de Janeiro, pelas 13h00 terá lugar uma audição da Classe do Prof. Armando Possante.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Parabéns!

.. à Leonor e ao Ricardo

A AEIGL deseja-lhes muitas felicidades.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Apelo

É do conhecimento de todos a recente catástrofe no Haiti. 

Como Associaçao de Estudantes, nao podiamos deixar de ajudar. Impedidos em termos físicos, re-passamos a informaçao oriunda do sitio da Cruz Vermelha Portuguesa com a esperança de que todos possam contribuir numa ajuda que é rápida e necessária:

"As formas de donativo para o Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa
– apelo vítimas do Haiti, são as seguintes:

1. Nas caixas multibanco ou por netbanking, optando por “pagamento de serviços” e marcando entidade 20999 e referência 999 999 999.

2. Efectuando um depósito ou transferência bancária para as contas “CVP – Fundo de Emergência.”

Banco  
Nº conta
NIB

Millennium BCP
45307610691
0033 0000 4530 7610691 05

CGD
0027082402230
0035 0027 0008 2402230 53

BPI
3631911 000 001
0010 0000 3631 9110001 74

Santander Totta
000314691778020
0018 0003 1469 1778020 27

BES
0001 4968 7394
0007 0000 00149687394 23

C.E.Montepio Geral
087100053716
0036 0087 99100053716 51

Barclays
117201022464
0032 0117 00201022464 75

BANIF
57/629520
0038 0057 00629520771 72

BPN
026511345-10-001
0079 0000 26511345101 76


3. Enviando um Cheque ou Vale Postal pagável à CVP – Fundo de Emergência para o Departamento Financeiro da Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa ."


sábado, 9 de janeiro de 2010

Achado histórico

Durante uma pesquisa de rotina, foi encontrada a imagem acima. Pode parecer vulgar e banal mas desenganem-se. Trata-se de um grande achado com importância histórica, pois comprova a existência/passagem da Maria Bayley em/por terras de Portugal.
Trata-se de um desenho elaborado pela Bayley, que foi utilizado numa agenda de 2001, pela Escola Nº24, e portanto, com alguma circulação naquela época.

A AEIGL está a fazer esforços para encontrar o original. Assim que encontrado, a AEIGL irá fazer uma conferência de imprensa junto dos meios de comunicação social.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Novo ano, novos concertos

Como nao podia deixar de ser, a AEIGL deseja a todos os nossos estudantes, professores, funcionários e pais um EXCELENTE 2010!

Como o titulo indica, novo ano, novos concertos: 

Este Domingo, 10 de Janeiro, na Sé de Lisboa, 16 horas :

"Alunos da classe de órgão do IGL

O Natal do Anjinho Dorminhoco, Constança Capdeville - Coro Infantil + Orquestra do IGL, dir Prof Filipa Palhares"

Nem mais: uma tarde recheada de música, onde poderemos ouvir alguns alunos da classe de órgão do Professor António Esteireiro, e logo de seguida o "O Natal do Anjinho Dorminho."

Para os mais distraidos, a Professor Filipa Palhares elaborou, com as suas turmas, os bonitos cartazes que agoram cobrem parte da parede das escadas de acesso ao 1º andar. Uma leitura antes do concerto é sugerida!

Este dia tambem vai ser marcado pela segunda actuação da Orquestra IGL (a primeira foi o ano passado - Stabat Mater, Pergolesi (excerto do concerto aqui).

Será, de certo, uma tarde bem passada!